Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


No contexto do ensino de elite, a inclusão educativa parecia um dado adquirido, posto que os alunos, provenientes, sobretudo, das classes dominantes, não só tinham o privilégio do acesso à educação como condições favoráveis para o sucesso escolar. No contexto da escola de massas, o reconhecimento da educação como direito de cidadania revoluciona a escola trazendo para o seu seio uma grande heterogeneidade de discentes, em termos de condição económica e social, género, cultura, raça, etnia, etc., facto que torna mais complexo o trabalho docente no sentido de promover uma ação educativa que, atendendo às necessidades educativas dos alunos, lhes proporcione oportunidades para o almejado sucesso escolar. Se, em Cabo Verde, a inclusão constitui uma opção de política educativa, questiona-se a sua efetividade ao nível das práticas educativas e analisam-se alguns dos desafios a serem enfrentados na consecução deste desiderato.

Palavras-chave: educação, diferença, inclusão, sucesso

Este resumo faz parte do texto integral de uma comunicação que apresentámos ao I Congresso Cabo-verdiano de Educação Inclusiva realizado na Praia nos dias 4 e 5 de Dezembro de 2014 e que publicamos a seguir:

 

Efetividade e desafios educaçao inclusiva CV 

 

Praia, 25 de Abril de 2015.

Ph.D. Bartolomeu L. Varela

Universidade de Cabo Verd

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:01


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.